30 de dezembro de 2013

Ano novo no Japão ^_^

(Esta postagem foi agendada)
No Japão o ano novo é comemorado de forma bem diferente da que estamos acostumados, as pessoas não usam roupas brancas, abrem champanhe ou pulam ondas.






O ano novo oriental, é a comemoração mais importante do calendário do arquipélago.

Mesmo depois que o ano novo chegou, a festa continua por mais três dias ou até uma semana. O comércio, os bancos e as empresas fecham suas portas em um feriado nacional.

No oshou­gatsu (ano novo) para os japoneses é um dia sagrado além de festa, pois é uma data reservada para que a pessoa possa se purificar, fazer orações e dar boas-vindas ao ano que se inicia.

Os orientais ao invés de saudar o fu­turo, como os ocidentais fazem ao dizer “Feliz Ano-Novo”, os japoneses agradecem pelos favores obtidos no ano que está terminando, di­zendo: “Akemashite omedetou gozaimasu!”

Como é feito a preparação do ano novo no Japão?



A preparação é longa, começa cedo, em Novembro é o mês da faxina que é chamado de oosouji, uma espécie de purificação. Acredita-se que é preciso entrar no novo ano com tudo limpo.

Algumas pessoas até colocam tatamis novos nas casas e trocar o papel utilizado nas divisórias ou portas corrediças (shouji).

E não são somente nas casas que é feita a limpeza, nas empresas também, e os funcionários são convocados para, dar uma geral no ambiente de trabalho. Também é costume fazer uma limpeza no segundo dia do ano.

Já ouviram falar das 108 badaladas dos sinos dos templos? 
Se não vou explicar agora.



É costume que no dia 31 de dezembro, templos entoar as 108 badaladas para recepcionar o Ano-Novo, e é possível ouvir o som do badalar em todo o país.


A cerimónia, conhecida como joya no kane, relembra os japoneses dos 108 pecados existentes no homem, segundo o budismo.

Mas não são somente os budistas que aderem a essa tradição. Para a maioria dos japoneses, é hora de buscar a purificação e saudar o ano que chega.


Uma coisa interessante nessa época é que não se trabalha nos dias do oshougatsu, assim as donas de casa japonesas têm de preparar as refeições para os três dias ante­cipadamente e com alimentos que possam durar esse período sem que se estraguem.



Comida



A tradição é comer toshikoshi-soba (um tipo de macarrão) na última noite do ano.

Outra tradição é beber saquê doce (otosô), que começa a ser servido pela manhã. Segundo os antigos, o vinho de arroz japonês traz saúde e vida longa. Sendo assim, saúde, ou, em japonês: kampai!

A refeição de Ano-Novo é o osechi-ryouri, um banquete especial que inclui diversos pratos preparados antes das festividades, dispostos em uma caixa de madeira laqueada (juubako).


Qual o prato principal?


O prato principal é o ozouni, uma sopa à base de mochi, vegetais, frutos de mar e, às vezes, carne. Quem come o ozouni no oshougatsu terá sorte e a graça dos deuses durante o ano.

Existe uma lenda levada pelos chineses ao arquipélago há mais de mil anos afirma que quem comer mochi no Ano-Novo estará comendo o espírito do arroz, enriquecido pelos deuses. O bolinho de arroz que compõe o prato é oferecido aos deuses antes das comemorações do oshougatsu.


Como eles agradecem aos deuses?




Como muito deles acreditam em vários deuses, é normal existir o agradecimento a todos eles, como no caso de oshougatsu, não pode faltar okagamimochi.

Feito de dois bolos de arroz (mochis) dispostos um sobre o outro e decorados com papel japonês, folhas de matsu (semelhantes a folhas de pinheiro) e daidai (espécie de laranja nipônica), o kagamimochi é colocado sobre um altar como forma de agradecimento aos deuses budistas e xintoístas, especialmente Toshigami, o deus que, segundo a lenda, costuma visitar as residências no Ano-Novo.

E o enfeite?




O enfeite simboliza a boa sorte e a proteção das casas contra o mal, é uma dobradura sem corte confeccionada em papel japonês (washi). Ele deve ser feito pelo chefe da casa ou, na falta desse, pelo primogénito.

As mulheres não podem fazê-lo, pois isso poderia gerar ciúmes na deusa Amaterasu, a quem é dedicado.



E algo que é obrigatório no Japão é dar ao menos uma passadinha nos templos budistas ou xintoístas. Há até pessoas que costumam passar a virada no ano neles, é o momento de purificação espiritual.

Gostaram? deixem comentário^^

Sem comentários:

Enviar um comentário

Bem vindo/a ao nosso Blog ! ^_^

A tua opinião, comentário é muito importante para nós!
Vais comentar?
Obrigado por comentares, ficamos muito felizes.
Volta Sempre ^_^
Kissus

Volta Sempre ^_^